segunda-feira ,18 dezembro 2017
Home / Brasil / Estados ganham veículos especiais para transporte de presos

Estados ganham veículos especiais para transporte de presos

Automóveis adaptados são próprios para chegar a lugares de difícil acesso e garantir a segurança de agentes penitenciários e presos

Infográfico

Brasília, O Ministério da Justiça e Segurança Pública garantiu reforço na segurança e transporte de presos em nove estados da Federação. Nesta quinta-feira (30), foram entregues 21 veículos-cela para os governos do Acre, Alagoas, Amapá, Ceará, Goiás, Pará, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Sergipe. Outras 59 unidades estão previstas para diversas regiões do país em 2018.

A entrega aos representantes dos estados acorreu em São José dos Pinhais, no Paraná, onde fica o pátio da empresa fabricante Eurolaf Sul Veículos Especiais. O investimento do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) nesta fase foi de R$ 6.174.000. Os recursos são do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) e estavam previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA).

Veículos adaptados
Cada veículo transformado custou R$ 294 mil. Adaptados para o transporte de presos, os modelos Ford F4000 4×4 foram adquiridos somente com a cabine simples e totalmente customizados para uso em terrenos de difícil acesso. Para isso, foi projetado um baú que possui compartimento cela com capacidade para oito presos. Outro compartimento foi construído para a equipe de escolta, com lugar para quatro agentes penitenciários.

Três microcâmeras do tipo CCD captam imagens com alta definição, permitindo visualização mesmo com 0% de luminosidade. Uma delas fica na parte traseira superior externa com visão para a retaguarda. Outras duas permitem enxergar todos os presos, separados por uma divisória metálica, acomodados nos dois compartimentos cela.

Os veículos possuem ainda faróis de milha, guincho elétrico para auxílio em atolamentos, snorkel para auxiliar a manter o funcionamento do motor em vias alagadas e pneus de uso misto. Também foram instalados ar-condicionado para todos os ocupantes, intercomunicador entre os compartimentos, sinalizadores de emergência, sensor de estacionamento e sensor de portas abertas.

O diretor-geral do Depen, Jefferson de Almeida, explica que essa é uma demanda antiga, pois muitos presídios do país têm acesso por estradas não pavimentadas, cujas condições variam devido às chuvas. “Numa situação de atolamento, por exemplo, não se pode desembarcar presos para facilitar a retirada do veículo sem comprometer a segurança da escolta. Este veículo tem maior capacidade de tráfego em situações extremas, operando com sucesso onde os furgões comuns para transporte de presos não tinham êxito”, explica o diretor.

Representantes dos estados

Representantes dos estados foram até o Paraná para agilizar os trâmites da transferência dos veículos. Foto: Depen

Fonte: justica.gov.br

Você pode Gostar de:

mg

PRESO FAZ BURACO EM TETO DE VIATURA E FOGE EM MT

  Um preso que era conduzido em uma viatura do sistema prisional fez um buraco …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *