segunda-feira ,18 dezembro 2017
Home / Noticias / Justiça de SP determina prisão preventiva de 30 policiais civis acusados de ajudar PCC

Justiça de SP determina prisão preventiva de 30 policiais civis acusados de ajudar PCC

Sentença foi expedida em trâmite de urgência nesta quarta (29) para a 3ª Vara Criminal de São José dos Campos e os suspeitos podem ser presos preventivamente a qualquer momento.

PolíciaCivil

Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo decretou a prisão preventiva de 36 pessoas apontadas em uma denúncia feita pelo Ministério Público como integrantes de um esquema de facilitação ao tráfico de drogas na zona sul de São José. Entre os nomes que tiveram a prisão preventiva decretada estão 30 policiais civis que atuam na cidade.

A sentença foi expedida em trâmite de urgência para a 3ª Vara Criminal de São José dos Campos. No fim da manhã desta quinta-feira (30), a Corregedoria da Polícia Civil na cidade informou que recebeu as ordens de prisões e que iria dar andamento à decisão da Justiça. A Corregedoria também disse que alguns dos policiais também se apresentaram em São Paulo.

O processo corre em segredo de justiça, mas no final da tarde desta quarta-feira (29), diversos grupos de mensagens sobre assuntos policiais reproduziam o acórdão. Os acusados ainda não foram notificados para apresentar defesa no processo e podem recorrer da decisão.

Os policiais envolvidos no caso atuam nas delegacias do 3ºDP, 7ºDP, Dise (narcóticos) e DIG (que investiga crimes com autoria desconhecida). Além deles também tiveram a prisão decretada, uma advogada, um ex-policial civil e quatro pessoas apontadas como traficantes pelo Ministério Público.

Histórico

A denúncia do MP aponta que a ação do tráfico no Campo dos Alemães é facilitada pela polícia que, tendo conhecimento da contabilidade do crime, usava a informação para extorquir os traficantes. A promotoria diz que o esquema movimentava R$ 2 milhões por mês. Além dos policiais, também foram denunciados uma advogada, um ex-policial e quatro traficantes.

A denúncia mostra que essa ‘proteção’ aos criminosos, no entanto, tinha um ‘preço’. Escutas obtidas com exclusividade pela Rede Vanguarda mostram nas conversas por telefone entre os traficantes, que o pagamento de propina era assunto de rotina. As escutas podem ser acessadas nesta reportagem.

Fonte: G1
Justiça determina prisão preventiva de 30 policiais civis em São José

Justiça determina prisão preventiva de 30 policiais civis em São José

O Tribunal de Justiça do

Você pode Gostar de:

feirão

Moradia: 2º Feirão Morar Bem, Viver Melhor começa nesta sexta

  Evento conta com 25 mil imóveis com preços abaixo dos encontrados no mercado e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *