terça-feira ,17 julho 2018
Home / Artigos / O tal crachá

O tal crachá

O artigo foi sugerido no blog por um leitor sobre a obrigatoriedade do uso da CIF (Cartão de Indenidade Funcional)  nas autarquias diretas da administração pública, disso não resta dúvidas, o decreto 40260/95, estabelece o uso nas dependências públicas. Recentemente o decreto foi desenterrado e implantado na unidade, de onde veio o pedido, abstenho comentar, pois deve imaginar.

Contudo, gera contraposições, os anos passaram e a criminalidade vem aumentado,  notoriamente ganhou capas de jornais neste país com 60 mil assassinatos/ano, o dobro do Iraque. Alarmante é o crime organizado presente na maioria das unidades prisionais e fora delas,  monitorando agentes de segurança pública e arquitetando atentados, os anos que antecederam houve várias execuções contra agentes penitenciários e policiais.

O próprio código penal nesse espaço de tempo sofreu várias reformas readaptando a nova realidade, e vai passar por outra em breve.  O decreto, na área da segurança,  necessita ser reformulado, no seu próprio contexto diz, modernização, palavrinha chave prevendo a mudanças no cenário contemporâneo.  Na PM, o fardamento tem a identificação com apenas o sobrenome, na PC o distintivo , não é à atoa, complicadíssimo andar com nome, rg, etc  pendurado no pescoço com crime organizado fazendo levantamentos como desencadeado pela operação Ethos que  levou a prisão até um membro dos direitos humanos e vários advogados. A ordem partiu de “presos”.

O agente público precisa se identificar a população, no fórum, escola, fazenda, atendimento ao público, mas não se trata da população, e sim,  dezenas de centenas de criminosos.

Marcelo Augusto

 

“Há os que digam que quem está na chuva é para se molhar, mas cadê o guarda chuvas- segurança e o acautelamento- porque aqui não é água que cai.”

Fonte: Marce

Você pode Gostar de:

frase

O possível critério que será adotado para transferir para novas unidades é justo ?

Com as possíveis mudanças a serem adotadas para transferir servidores para as novas unidades utilizando …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *