sábado ,18 novembro 2017
Home / Brasil / Publicações indicam que preso pode estar usando Facebook em presídio

Publicações indicam que preso pode estar usando Facebook em presídio

Jovem que foi flagrado por morte em trânsito de Uberlândia está detido.
Situação será apurada, diz Seap; advogado do rapaz ainda não foi notificado.

A direção-geral do Presídio Professor Jacy de Assis, em Uberlândia, instaurou um procedimento interno para apurar se um dos detentos está publicando mensagens nas redes sociais de dentro do local. Guilherme Magalhães de Oliveira está preso desde janeiro, depois de um homicídio em frente a uma casa noturna no Centro da cidade. Ele foi identificado pelo sistema de videomonitoramento e já respondia na Justiça por outra morte.

O G1 apurou que no Facebook oficial do rapaz foram postadas frases religiosas e de motivação, além de um selfie. A última publicação foi no domingo (2). Contudo, a Secretaria de Administração Prisional (Seap) não confirma se os posts estão sendo de fato feitos de dentro do presídio. O G1 também entrou em contato com o advogado do rapaz, Anderson Machado, que informou que está viajando e ainda não foi notificado sobre essa situação pela diretoria do presídio.

Ainda conforme a Seap, o detento passará pela Comissão Disciplinar da unidade e sofrerá sanções administrativas. Na nota, a Secretaria também diz que as unidades prisionais realizam revistas rotineiras para coibir a presença de materiais ilegais no interior nas celas.

Publicações no Facebook

Foto Guilherme Magalhães preso em Uberlândia (Foto: Reprodução/Facebook)Guilherme Magalhães postou foto enquanto estava
no presídio (Foto: Reprodução/Facebook)

Entre os posts que foram flagrados pela reportagem do G1 no Facebook de Guilherme Magalhães, é publicado um vídeo com montagem de fotos e uma pessoa comenta que ele em breve estará nas ruas de novo. “Força aí meu parceiro dk uns dias vc vai estar na rua d novo para nois curtir fica com Deus força guerreiro (sic)”.

Em outras publicações, o jovem deixa mensagens como: “Quem nunca errou que atire a primeira pedra”, “O tempo ruim vai passar e so uma Fase”, “Qual quer coisa e Possível até meu Coração parar de Bater (sic)”.

Tem também um selfie de Guilherme que foi publicada no dia 23 de março, mas não é possível saber se a foto foi tirada no presídio ou anteriormente. Nos comentários, um amigo escreve: “Manta xadrez kk,forças ai mlkot (sic)

Prisão do jovem
Guilherme Magalhães de Oliveira foi preso em janeiro depois de ser identificado em imagens do sistema de videomonitoramento como o autor da morte de um homem na porta de uma casa noturna, no Centro de Uberlândia.

De acordo com a Polícia Militar (PM), após uma batida entre dois carros, a vítima e Guilherme Magalhães começaram uma discussão, momento em que o jovem pegou a arma dentro do veículo em que estava e atirou no homem que foi levado para o hospital, mas não resistiu e morreu.

Os militares contaram que as câmeras de videomonitoramento da PM flagraram a ação por volta de 4h20. Instantes após o caso, o suspeito do crime foi preso em um carro no Bairro Saraiva. Segundo informações do delegado Daniel Azevedo, o jovem já respondia na Justiça por outro homicídio. Ele confessou o crime e também responderá por embriaguez ao volante. Desde então, Guilherme está no presídio Professor Jacy de Assis.

Print Guilherme Magalhães Facebook Uberlândia (Foto: Reprodução/TVIntegração)Presídio vai apurar se posts foram feitos de dentro da cela em Uberlândia (Foto: Reprodução/TVIntegração)

Você pode Gostar de:

fuzil

Comissão do Senado aprova projeto que torna crime hediondo porte ilegal de fuzis

Proposta, que também vale para outras armas de uso restrito, ainda será votada pelo plenário …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *