terça-feira ,17 julho 2018
Home / Artigos / Relato de um AEVP

Relato de um AEVP

“Muitos me perguntam se não tenho medo de mostrar em que eu trabalho, postar fotos minha fardado ou compartilhar coisas sobre o que passamos. Para que todos saibam, o medo é o que nos mantem vivos, faz com que sejamos mais cautelosos no dia a dia, mas medo de mostrar o que faço?? JAMAIS, não somos valorizados pelo governo e população, então se nós não nos valorizamos, quem irá?. Tenho orgulho do que faço, para entrar não foi fácil, foram mais de 40 mil inscritos no concurso, para no fim sobrar pouco mais de 800, estou onde muitos queriam estar, por isso me orgulho de ostentar meu distintivo e o brasão do estado, para que assim outros se sintam empolgados em se empenhar e poder fazer parte dessa nossa família. Sou Agente de Escolta e Vigilância Penitenciária, faço parte da turma percursora na ESCOLTA PENITENCIÁRIA, onde substituímos os companheiros da gloriosa Polícia Militar do Estado De São Paulo, que há anos cumpriam essa missão difícil e perigosa, mas com uma competência magnífica, nós abraçamos a missão para cumprir com a mesma eficiência. Sou grato a Deus por estar onde estou, grato a família e amigos por sempre estarem ao meu lado. Somos uma única e grande família. AEVPs, ASPs, PM, PC, GCM e PF, juntos somos fortes, somos uma família gigante e unida. Logo nós Agentes de Escolta Penitenciária estaremos mostrando a mesma eficiência na missão, que estamos mostrando na Capital, nas terras do interior Paulista. Avante guerreiros, que a cada dia sejamos mais unidos, que a cada dia mostremos nosso orgulho nas ruas, em trabalhar em prol da população, mesmo que não tenhamos o devido reconhecimento, pois o que fazemos não é por salário e sim por amor “PRO BRASILIA FIANT EXIMIA”.”
O relato acima foi feito pelo AEVP Fernando Azeredo. Parabéns Guerreiro
Fonte: contospoliciasqap.blogspot.com.br

Você pode Gostar de:

Asp

Melhor lugar para cometer um crime

O BRASIL É O QUARTO PAÍS DO MUNDO EM NÚMERO DE PRESOS. Somente no Estado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *