Home / NOTÍCIAS / ARTIGOS / “O Antigão”

“O Antigão”

“Eh! Antigão você merece meu respeito, chegar ao fim da jornada na segunda profissão mais perigosa do mundo são para poucos. Nosso presente é fruto do seu passado. “

       Certa vez, cabisbaixo, decidi cancelar o Blog. Era difícil divulgar o trabalho e atingir as pessoas com os artigos. Na época, longe da família, queria mostrar as dificuldades enfrentadas e só queria  ir para casa, também mostrar as condições e o baixo salário. Uma noite um anjo apareceu em minha vida, disse as palavras mais tocantes e sinceras –  “Marcelo, as dificuldades virão com o tempo e você não pode desistir de enfrentá-las, tenha  coragem para enfrentar seus medos, porque todos nós acreditamos em você “- Sra Neusa, Agente Penitenciária guerreira e aposentada,  meu anjo. Continuei , sonho concretizou-se. Pude conhecer inúmeros agentes aposentados ainda presentes na luta.
      No jargão da categoria, “O Antigão”, os verdadeiros anciões, veteranos e grandes professores. Na radial ouvia boas histórias dos agentes com mais tempo de casa, vendado com uma realidade diferente da narrada, tentava compreender em vão como eram as coisas no passado e as coisas que tiveram que  passar, no futuro, portanto, talvez, seja eu contando histórias inusitadas para o mais novos .  ‘De lá pra cá’ as coisas mudaram e vão continuar a mudar.
     Nesse ambiente, eles [ agentes] exerceram suas atividades ao longo das décadas mantendo a ordem e disciplina dos mais precários e  perigosos ambientes , intrépidos vislumbraram cenas e fatos que a maioria dos seres humanos jamais ousariam colocar seus pés novamente. Tenho 10 anos de sistema prisional, em pouco tempo presenciei episódios peculiares e inarráveis, com 02 anos um agente disse-me: ”   nessa rotina nenhum dia é igual ao outro ” – acertou .
        O povo que respeita seus anciões preserva seus valores, sua história. Nossos anciões são verdadeiros heróis. Escreveram a história assentando tijolo a tijolo, firmando o alicerce que atualmente nós sustentam.  A alta carga de stress e os males desse ambiente perigoso levaram varias vidas prematuras, chegar ao fim da jornada são para poucos, pouquíssimos heróis e heroínas. Obrigado Gersão, Lindomar, Biro-biro, Cleusa, Antonio, Mazoto, Narinha, Maria, Ana, Jose…… a todos vocês.  SAP homenageie-os.

Marcelo Augusto
https://blogdosagentes.blogspot.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *